MAPUTO, 04 DE JULHO DE 2023 –  inaugurado hoje, 4 de Julho, pelo Presidente da República, Filipe Jacinto Nyusi, o Centro de Interpretação Ambiental de Moçambique (CIAM), uma entidade vocacionada à disseminação do conhecimento sobre o património ambiental e cultural existente no país.

A infra-estrutura é composta por sete salas e está avaliada em cerca de 30 milhões de Meticais

 

Na ocasião, o Chefe de Estado, que se fazia acompanhar pela ministra da Terra e Ambiente, Ivete Maibaze, e pela sua comitiva, fez uma visita guiada ao edifício e inteirou-se da sua composição.

O centro retrata os desafios da área do meio ambiente e conta histórias que marcaram o país, no âmbito da preservação do meio ambiente, com o objectivo de sensibilizar as pessoas sobre a sua importância.

“Há uma sala com exposição de vídeos, sobre áreas de conservação. Para quem nunca foi a Gorongosa ou Chimanimane, por exemplo, é possível, através destes, ter interacção com animais e perceber o que são e como é que se desenvolvem”, explicou Emília Fumo, secretária-permanente do Ministério da Terra e Ambiente.

Após a inauguração, Filipe Nyusi interagiu também com as crianças, apelando à preservação do centro.

O CIAM pode ser visitado das 7h30 às 15h30 na Avenida Acordos de Lusaka nº 2115, no local onde onde se situavam as primeiras instalações do antigo Ministério para a Coordenação da Acção Ambiental (MICOA).

ZINAVE, 26 DE JUNHO DE 2023 – O Presidente da República, Filipe Jacinto Nyusi, participou na operação de colocação de colares aos búfalos, na manhã desta segunda-feira, 26 de Junho de 2023 no Parque Nacional de Zinave.

A colocação de colares de monitoramento via satélite é uma das intervenções tecnológicas introduzidas nas nossas áreas de conservação (AC’s) para controlo dos movimentos de animais, e dos elefantes em particular, permitindo conhecer o seu habitat, dispersão, seus movimentos sazonais e factores determinantes desses mesmos movimentos, incluindo até preferências alimentares o que possibilita planificar melhor o esforço de fiscalização bem como prevenir o conflito homem-animal;

Na comemoração dos 50 anos dos Parques Nacionais de Banhine e Zinave, o Presidente da República Filipe Nyusi, na companhia do Vice-Presidente da PPF, Joaquim Chissano, colocou um colar no búfalo que bapitzou com o nome de “Reconcilation”, isto é, reconciliação.

“O nome Reconciliação porque estamos no mês onde estamos a falar de reconciliação e esta chegar no momento certo, a outra é que já há uma reconciliação efectiva entre o homem e a fauna bravia e queremos que esta reconciliação prevaleça, porque o Reconciliation é o testemunho, e por fim, porque estamos a 3 dias que estamos a tentar encontrar um leão, mas o leão defende-se muito, então como forma de reconciliar – se connosco o Reconciliation disse eu estou aqui” – explicou o Presidente da Republica, Filipe Jacinto Nyusi.

A cerimónia da comemoração em apreço, teve lugar no Parque Nacional de Zinave. Às comemorações do Jubileu da criação daqueles parques associa-se à passagem dos 50 anos da Convenção sobre o Comércio Internacional de Espécies da Fauna e Flora em Perigo de Extinção (CITES). Durante a cerimónia, alguns dos funcionários dos dois parques receberam Diplomas de Honra.

ZINAVE, 26 DE JUNHO DE 2023 – O Presidente da República, Filipe Jacinto Nyusi, procedeu, nesta segunda-feira, 26 de Junho de 2023, na cerimónia dos 50 anos dos Parques Nacionais de Banhine e Zinave, que teve lugar no Parque Nacional do Zinave, à entrega de Diplomas de Honra aos funcionários com mais de 20 anos carreira.
Os Parques Nacionais de Banhine e do Zinave foram criados em 1973, através de Diploma Legislativo nº 46/73 de 26 de Junho e do Diploma Legislativo nº 47/73 de 26 de Junho, respectivamente.
O Parque Nacional de Banhine, com uma área de 7.256Km², situa-se na região ocidental da Província de Gaza, abrangendo os Distritos de Chigubo, Mabalane e Mapai. Por sua vez, o Parque Nacional de Zinave, com uma área de 370.000ha, localiza-se na parte Leste nas Províncias de Inhambane e Gaza.

O Parque Nacional do Zinave é o único do Pais que possui os “Big Five”, isto é, Elefante, Rinoceronte, Leão, Búfalo, Leopardo e é administrado desde de 2016, em regime de co-gestão entre a Administração Nacional das Áreas de Conservação (ANAC) e a Peace Parks Foundation (PPF).